Agressões contra cachorros geram protestos em Salvador e Porto Alegre

Agressões contra animais geram protestos

ONG entrou na Justiça contra a mulher que espancou o próprio cão

Um vídeo publicado na internet provocou revolta nos últimos dias. As imagens, gravadas por uma moradora de Salvador, que não quer se identificar mostram uma mulher gritando com um cachorro. Em seguida, ela atinge o animal várias vezes com uma vassoura.

Depois de ver as imagens, dirigentes da ONG de proteção animal, Terra Verde Viva, entraram com um processo por maus tratos na Justiça contra a tutora do cão. Se for condenada, ela pegará de três meses a um ano de prisão.

Em Porto Alegre, os alunos da faculdade de veterinária protestaram de luto contra a morte de uma cadela. O animal da raça pitbull foi morto na sexta-feira, no pátio do hospital veterinário, com um tiro na cabeça, disparado por um vigilante de uma empresa que presta serviço à universidade.

Mariana tinha ido buscar uma colega e soltou Artêmis, de dois anos, junto com outra cadela vira-lata, enquanto aguardava. É comum que as pessoas soltem os animais no local.

O namorado de Mariana viu quando o vigilante apontou a arma e tentou impedir.

A direção da faculdade disse que o vigilante da empresa de segurança era temporário. Ele registrou em um livro de ocorrências que foi ameaçado pela cadela. Para evitar casos como este, a circulação de animais soltos no pátio deve ser proibida. O vigilante e a empresa de segurança não quiseram se manifestar.

Conexão Pet reitera que casos como este são mais uma prova de que a legislação precisa aplicar penas mais severas contra aqueles que maltratam e assassinam animais.

 

Fonte: Jornal Hoje

Compartilhe!


Deixe um comentário

XHTML: Você pode utilizar as seguintes tags: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>