Até quando: mais um cão morre após ser arrastado por moto

Um cão da raça american staffordshire terrier, como o da foto, foi morto pelo prórprio tutor

Agressão teria sido motivada depois de cachorro atacar galinhas, diz policia

Infelizmente temos que noticiar mais um caso de violência contra animais cometida pelo próprio tutor. Em Aranguá (SC), um homem de 31 anos arrastou o próprio cão, da raça american staffordshire terrier, após o animal ter atacado galinhas que o tutor criava no quintal.

O episódio causou indignação dos moradores da região que acionaram a PM. Foi registrado um termo circunstanciado de acordo com o artigo 32 da Lei 6.605, que trata da prática de ato de abuso, maus-tratos, de ferir ou mutilar animais silvestres, domésticos ou domesticados, nativos ou exóticos. A pena prevista é de três meses a um ano de detenção e multa. A punição pode ser aumentada de um sexto a um terço por conta da morte do cão.

O homem não foi preso.

Conexão Pet se pergunta: quantos animais ainda terão que morrer e serem torturados para que nossa legislação mude? Está claro que precisamos de punições mais rígidas para combater crimes contra animais.

 

Fonte: G1

Compartilhe!


Deixe um comentário

XHTML: Você pode utilizar as seguintes tags: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>