Cachorro e gatos são retirados da casa de suspeita de matar mais de 30 animais em SP

Os animais no momento da retirada

Oito gatos e um cachorro foram para delegacia e ficarão com ONG

Infelizmente, como nossa legislação falha ao proteger os animais, vemos casos de assassinato e tortura de animais acabar em pequenas multas ou cestas básicas.

No caso dos 33 animais mortos em SP, pelo menos temos um motivo para respirarmos aliviados: a Polícia Civil retirou um cachorro e gatos da residência da suspeita de cometer os crimes, Dalva Lina da Silva.

Os animais foram levados para o Departamento de Polícia e Proteção à Cidadania (DPPC). De lá, após formalidades necessárias, os gatos devem seguir para a ONG Adote um Gatinho.

Os animais, inicialmente irão para o abrigo, mas devem ser encaminhados para a casa de voluntários, onde terão lares temporários.

Integrantes da ONG e policiais militares permaneceram durante a madrugada e manhã desta sexta em frente à casa de Dalva aguardando autorização para retirada dos animais. Somente com a chegada da Polícia Civil e do advogado de Dalva a retirada dos animais pode ser feita.

Conexão Pet alivia-se de que, ao menos, alguns animais puderam ser salvos. E gostaríamos muito que nossa legislação proibisse que nesses casos, a pessoa culpada fosse impedida de manter animais novamente.

 

Fonte: G1

Compartilhe!


Deixe um comentário

XHTML: Você pode utilizar as seguintes tags: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>