Enfermeira que matou cadela em Goiás é condenada a prestar serviços comunitários

Enfemeira que espancou cadela até a morte é condenada a prestar serviço comunitário

Camilla Correa Alves foi filmada espancando cachorra de estimação

Muitos devem lembrar do chocante caso da enfermeira Camilla Correa Alves, que foi filmada espancando uma cadela da raça yorkshire, em Goiás, no ano de 2011.

Ela foi condenada pela 2ª Vara Criminal de Formosa (GO) por ter agredido e matado a cadela de estimação da família. O caso causou comoção nacional e ganhou grande repercussão nas redes sociais.

No vídeo, Camilla aparece espancando a pequena cadela na frente da filha, que na época tinha apenas dois anos. Ela foi condenada a 1 ano e 15 dias de prisão em regime aberto, mas a pena foi convertida em 380 horas de serviço comunitário e multa de quatro salários mínimos pelo juiz Fernando Oliveira Samuel.

O artigo 32 da Lei 9.605, sobre maltrato de animais, prevê pena de detenção de três meses a um ano, além de multa, para quem praticar o crime. Camilla ainda teve como agravante a realização de

Além do vídeo comprobatório da agressão e do posterior assassinato, três testemunhas confirmaram o crime, tendo inclusive presenciado o momento em que a enfermeira girou o pescoço da cachorrinha, matando-a.

Conexão Pet quer saber se você acha que a pena de serviços comunitários é adequada para quem maltrata e acaba até mesmo matando animais. Compartilhe a sua opinião conosco.

 

Fonte: Com informações de Último Segundo

Compartilhe!


Deixe um comentário

XHTML: Você pode utilizar as seguintes tags: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>