Equipamento de segurança salva cão em acidente de trânsito

Mike se salvou graças a cinto de segurança

Pug Mike estava preso a cinto de segurança feito especificamente para cachorros

Entre os humanos já é consenso que o cinto de segurança é fundamental e pode salvar muitas vidas em acidentes de trânsito. Mas será que as pessoas dão a devida importância à segurança dos pets nos veículos?

Felizmente, Diana Ramos faz parte dos tutores que se preocupam com a segurança dos animais no trânsito. A comerciária sofreu um acidente de trânsito em Florianópolis, no fim de semana, junto com o fiel companheiro, o pug Mike.

O animal estava no banco da frente preso ao cinto de segurança feito especificamente para cachorros, quando a tutora colidiu em um carro à sua frente. Com o impacto, o carro capotou.

A coleira do animal (a qual o cinto de seguranças estava preso) arrebentou e o cachorro saiu correndo pela Avenida Beira Mar. A tutora conseguiu alcançar o cão e acalmá-lo.

O procedimento de transportar animais presos ao cinto de segurança específico para eles está correto, no entanto, a recomendação de especialistas é que os animais sejam transportados no banco traseiro dos automóveis. Uma recomendação é levá-los em caixas de transporte próprias para animais; a outra é usar coleiras presas ao cinto de segurança do carro. Elas devem ser usadas com uma coleira peitoral para que o animal não se machuque e fique confortável.

 

Fonte: Com informações de ZH Notícias

Compartilhe!


Deixe um comentário

XHTML: Você pode utilizar as seguintes tags: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>