Inter cria torcida animal. Até peixe pode fazer parte…

Bjorn Borg, o 'cãolorado': sócio do Inter em 2009

Depois de ter cachorro como sócio, clube lança o projeto ‘Mascote Colorado’. Bicho ganha diploma e medalha

Em 2009, os sócios do Inter descobriram que eram parceiros do simpático Bjorn Borg Handler no quadro associativo do clube. Mas não se tratava de nenhum nórdico que se encantou pelo campeão do mundo de 2006 ao passear por Porto Alegre. Era um cachorro, um golden retriever, devidamente cadastrado nos registros do Beira-Rio. Passados dois anos, a diretoria decidiu aumentar sua relação com o universo animal.

O Inter lançou o projeto

Mas o clube avisa: não se trata de uma modalidade de sócios. Os bichanos serão colorados de coração, mas não serão associados. Eles serão identificados por uma medalha que pode ser colocada na coleira – contando que o bicho tenha tamanho para usar coleira, claro. E receberão um diploma que diz:

A partir do momento em que tiver a bicharada cadastrada, o Inter planeja até fazer eventos com seus novos torcedores. Também estuda lançar produtos licenciados para os pets. Na prática, quer lucrar com um ramo em visível incremento de vendas.

Mas o torcedor precisa pagar para que seu fiel amigo vire colorado. O cadastro custa R$ 40,00 para quem já é associado ao Inter e R$ 50,00 para não-sócios.

 

Fonte: Globo Esporte

Compartilhe!


Deixe um comentário

XHTML: Você pode utilizar as seguintes tags: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>