Internautas fazem campanha contra eutanásia de cão arrastado em MS

Scooby pode ser eutanasiado se exame der positivo

Prefeitura de Campo Grande informa que animal não deve ser sacrificado

Internautas se mobilizam para tentar evitar a eutanásia do vira-lata Scooby, que foi arrastado pelo tutor do Aero Rancho ao Centro de Controle de Zoonoses (CCZ) de Campo Grande na terça-feira (10). Um exame vai comprovar se ele realmente tem leishmaniose. Uma análise preliminar feita durante a semana já havia dado positivo para a doença.

Em um abaixo-assinado on-line, mais de 13 mil pessoas pedem que o CCZ não sacrifique o cachorro caso haja confirmação de que ele esteja com a doença. Na rede social Facebook foi criada a comunidade

Pela rede social, o prefeito de Campo Grande Nelson Trad Filho (PMDB) postou, nessa quinta-feira (12) uma mensagem garantindo que o cão não vai ser morto. A assessoria de imprensa do chefe do Executivo da cidade confirmou o teor da mensagem.

Filho disse que se reuniu com técnicos da prefeitura que sinalizaram a possibilidade de um tratamento contra a doença para cães.

A veterinária do CCZ Iara Domingos disse que não havia nenhuma determinação para impedir a eutanásia se for comprovada leishmaniose.

Saga

Uma das médicas veterinárias do centro de zoonoses viu quando o vendedor ambulante Israel José Martins, 57 anos, tutor do animal, chegou ao local de moto e, segundo ela, com Scooby amarrado por uma corrente sendo arrastado.

Um boletim de ocorrência de maus-tratos foi registrado por servidores do órgão. O tutor garante que não fez por maldade. Ele disse que andou em baixa velocidade e foi parando pelo caminho para que o bicho descansasse.

A Polícia Civil indiciou o suspeito pelo crime. Ele aguarda em liberdade o desfecho do caso. Ele pode ser julgado, e se for condenado, pode pegar até um ano de prisão ou alguma pena alternativa, como serviços comunitários.

Conexão Pet informa: de acordo com a página do Facebook , o prefeito não manteve sua palavra e a vida de Scooby continua em risco.

Esperamos que o Brasil siga o exemplo de outros países civilizados e permita o tratamento do animal, e garanta seu direito à vida.

 

Fonte: G1

Compartilhe!


Deixe um comentário

XHTML: Você pode utilizar as seguintes tags: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>