Polícia interroga homem que levou vira-lata paralítica para clínica em MS

Mel deve passar por cirurgia e tratamento a

Cadela de 3 meses foi agredida e ficou sem movimento nas patas

A Polícia Civil em Campo Grande interrogou neste sábado (17) o homem que levou a cachorrinha vira-lata de 3 meses de idade para uma clínica, depois que o animal foi agredido e perdeu o movimento das patas traseiras. Em entrevista ao G1, ele negou envolvimento no caso, mas diz que presenciou a agressão. A cadela está internada há 20 dias e foi batizada como Mel.

O homem, que preferiu não ter o seu nome divulgado, prestou depoimento a delegada Suzimar Batistela, da delegacia Especializada de Repressão a Crimes Ambientais e Proteção ao Turista (Decat) durante 1h30. O rapaz negou envolvimento na agressão.

Depois de prestar depoimento, o rapaz não quis mais fazer qualquer comentário. A delegada Suzimar Batistela adiantou que o inquérito deve ser encerrado na próxima semana.

 

Fonte: G1

Compartilhe!


Deixe um comentário

XHTML: Você pode utilizar as seguintes tags: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>