Prefeito de SP conhece o projeto Segunda Chance

Marcela Lorenzoni, GIlberto Kassab, Fernando Capez e Jorge Pereira

Os idealizadores do projeto Segunda Chance, Jorge Pereira e Marcela Lorenzoni, estiveram na última quarta-feira, dia 11 de abril, reunidos com o prefeito de São Paulo, Gilberto Kassab, para apresentar a iniciativa, que conta com o apoio do deputado estadual Fernando Capez (PSDB-SP).

Durante quase duas horas, os visitantes explicaram ao prefeito da capital que o projeto Segunda Chance é um das formas efetivas para que os cães, que estão atualmente confinados no Centro de Controle de Zoonoses (CCZ), possam ganhar um novo lar.

Ao final, Gilberto Kassab demonstrou interesse em resolver o problema dos cães e, imediatamente, encaminhou o Projeto para o Secretário Especial de Relações Governamentais, Antonio Carlos R. Malufe, que analisou a iniciativa logo após o término da reunião com o Prefeito.

O projeto levado ao prefeito por Marcela Lorenzoni, Jorge Pereira e Fernando Capez já existe e traz resultados importantes na cidade Cubatão.

O projeto Segunda Chance já é uma realidade desde novembro de 2.011 e já proporcionou uma nova oportunidade de vida com amor, carinho e um novo lar para muitos cães no município de Cubatão.

Sobre o Projeto Segunda Chance

De acordo com a lei 12.916/08 todos os cães sadios recolhidos pelos Centros de Controle de Zoonoses e Canis Municipais, dentro do estado de São Paulo, não podem ser eutanasiados.

Se passaram 4 anos desde a implantação da lei, que estabelece que os animais devem ser doados, porém não existe nenhum programa estadual de doação de animais, com isso CCZs e Canis Municipais começam a enfrentar o problema da super população.

Cães estigmatizados, agressivos, velhos, mutilados e traumatizados se acumulam pelas baias das instituições, com poucas chances de serem adotado, muitos destes cães estão completando 4 anos de confinamento.

Com o objetivo de agregar qualidades a estes animais, através do treinamento de obediência básica, o Projeto Segunda Chance é a oportunidade de uma vida nova para estes cães, que serão doados aos munícipes já adestrados e bem educados.

Na dinâmica do projeto, todos os funcionários do canil passam por capacitação técnica de manejo e adestramento e participam das aulas de adestramento como professores dos cães, com isso os funcionários recebem capacitação profissional e colaboram com a formação dos alunos.

Hoje com o apoio da direção do CCZ de Cubatão e seus funcionários, 5 cães integram a primeira turma do Projeto. Pitoco, Laila, Sinatra, Bolinha e Fiona, cães do canil coletivo, confinados a cerca de 3 anos, estão quase prontos para um novo lar.

Na ala de agressivos outros 10 animais, a maioria deles mestiços de Pitbulls – raça que também superlotam esses órgãos em todos os municípios brasileiros, irão passar por um processo de treinamento especial, assim como seus possíveis adotantes, que serão submetidos a uma rigorosa triagem e um curso de capacitação.

 

 

Fonte: Núcleo Pet Blog

Compartilhe!


Deixe um comentário

XHTML: Você pode utilizar as seguintes tags: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>