Ter gato faz bem à saúde

Convivência com gatos traz benefícios à saúde

Revista Galileu listou quatro provas do benefício da convivência com os felinos

A revista Galileu listou quatro provas dos benefícios da convivência com os felinos para a nossa saúde. Confira:

1. Foi provado que interagir com um bichano (ou com qualquer outro animalzinho) ajuda a diminuir a pressão sanguínea. Não é por menos que um estudo recente mostrou que donos de gatos tem 40% menos chances de terem um ataque cardíaco.

2. As vibrações provocadas pelo ronronar ajudam a curar infecções e a diminuir o inchaço.

3. As mesmas vibrações podem ajudar a fortalecer nossos ossos! Uma análise, publicada em 2006 pela Scientific American, mostra que gatos não ronronam apenas por prazer, mas também quando estão em uma situação que consideram difícil ou machucados. E o ronronar promove uma recuperação mais rápida dos ossos quebrados. A sugestão é que essa frequência pode fazer o mesmo por humanos.

4. O ronronar também ajuda a aliviar a dispneia – sensação incômoda de falta de ar, como se a respiração estivesse incompleta.

Infrassom: mas de onde o ronronar tem esses superpoderes? Para começar ele está no limite de ser um infrassom. Enquanto o ultrassom é feito de ondas curtas e de alta frequência, o infrassom é ‘feito’ de ondas sonoras consideradas graves, com baixa frequência. Dificilmente é ouvido por humanos que, em média, tem uma audição que capta desde os 30Hz (embora haja casos de gente que possa ouvir frequências menores).

Mas o fato de você não ouvir a frequência não quer dizer que ela não possa te afetar. Tigres podem produzir rosnados de 18Hz. Você não percebe o som de imediato, mas sim uma presença que pode te deixar petrificado. Da mesma forma, ruídos produzidos por gatos podem ter um efeito em nossa musculatura – mas, dessa vez, relaxante, promovendo uma série de efeitos benéficos.

Você ainda estava em dúvidas sobre a adoção de um gatinho? Além da fofura e do amor que eles nos proporcionam os motivos acima são mais do que convincentes, não acha?

 

Fonte: Galileu

Compartilhe!


Deixe um comentário

XHTML: Você pode utilizar as seguintes tags: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>