Terapias alternativas auxiliam na prevenção e tratamento de doenças em cães e gatos

Terapias alternativas são benéficas para pets

Métodos menos invasivos como acupuntura, florais e massoterapia promovem bem-estar e até mesmo a cura em determinados estágios de problemas articulares, musculares ou nervosos

A busca por qualidade de vida e práticas mais saudáveis tem motivado muitos proprietários a também investirem no bem-estar de seus animais de estimação. Prova disso é o aumento no número de pessoas que buscam a prevenção de doenças e também alguns tratamentos nas terapias alternativas para cães e gatos.

Segundo o veterinário João Carlos Colombo, um dos proprietários do Pet Hotel Dog Life, em São Paulo, os métodos mais procurados são acupuntura, florais e massoterapia.

Dentre os métodos alternativos mais utilizados nos pets destacam-se a acupuntura, massoterapia e florais e são indicados principalmente para a prevenção e tratamento de doenças articulares, musculares e nervosas.

Segundo o veterinário esses estímulos promovem uma resposta do organismo, ocasionando a melhora de alguns problemas e até mesmo a cura de doenças.

Já o tratamento por meio dos florais é feito a partir do potencial energético das flores. Segundo o veterinário, a técnica utiliza a energia vibracional retirada da essência das flores para trazer equilíbrio e harmonia ao emocional das pessoas e animais. Os que recorrem ao método acreditam que as doenças se originam nas emoções, o que torna a terapia floral eficaz principalmente en problemas como depressão, estresse, agressividade e fobias. <É importante ressaltar, no entanto, que os florais não substituem o tratamento médico, mas podem ser utilizados em conjunto com qualquer medicamento<.

Segundo o dr. João Carlos a massoterapia também é outra grande aliada para a recuperação de traumatismos e outros problemas articulares.

Geralmente mais utilizadas em cães das raças Dachshund, Labrador, Golden Retriever, Lhasa apso, Basset Hound, Pastor Alemão e Rottweiler, que apresentam maior predisposição de problemas articulares, as terapias alternativas podem ser usadas em felinos também. O especialista adverte, no entanto, que é preciso paciência para alcançar os resultados, pois o tratamento, por vezes, pode levar alguns meses.

Para finalizar o veterinário alerta que no caso de animais já doentes, fazer a manutenção do tratamento é fundamental para garantir sua eficácia.

 

Fonte:

Compartilhe!


Deixe um comentário

XHTML: Você pode utilizar as seguintes tags: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>