Tutores mutilam e matam animais de estimação para fraudar companhias de seguro no Reino Unido

Tutores matam animais para fraudar seguro

Num ato de extrema covardia, crueldade e ganância, muitos britânicos estão mutilando ou até mesmo matando seus animais de estimação para receber as indenizações das companhias de seguro. Investigações realizadas pela Associação Britânica de Seguros estimam que as fraudes contra companhias já chegam a R$ 2,8 milhões. O jornal The Telegraph denunciou hoje a prática.

Além de mutilar seus pets propositadamente para mascarar problemas de saúde pré-existentes que não são cobertos pelos planos, os responsáveis chegaram a forjar o desaparecimento do animal para comunicar à seguradora roubo ou desaparecimento. Esse tipo de crime está crescendo rapidamente. Quase quadruplicou no ano passado.

De acordo com a Associação Britânica de Seguros, o valor das fraudes totalizou o equivalente a R$ 2,8 milhões no ano passado. Em 2009, a quantia foi de R$ 1,2 milhões. A entidade está organizando um banco de dados para compartilhar informações sobre os animais segurados para detectar fraudes e descobrir se os veterinários também estão envolvidos em golpes, já que alguns tutores estão pedindo reembolso de tratamentos veterinários que nunca existiram ou que não eram necessários.

O seguro de pets, muito popular na Europa e nos EUA, era até pouco tempo desconhecido no Brasil. Parecido aos seguros de saúde, ele cobre eventuais tratamentos veterinários, cirurgias e indenização em caso de morte prematura. Algumas seguradoras também reembolsam os responsáveis em caso de roubo ou o desaparecimento do animal.

 

Fonte: Farejador Bichos

Compartilhe!


Deixe um comentário

XHTML: Você pode utilizar as seguintes tags: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>